FRATERNIDADE REALIZA CERIMÔNIA SIMBÓLICA REMEMORANDO A SANTA CEIA


Irmãos do Respeitabilíssimo Conselho Espiritual Administrativo e da Respeitável Hierofância do Sacro-Colégio, da Fraternidade:. Eclética:. Espiritualista:. Universal:., realizaram no dia 02 de abril, a Cerimônia Simbólica em memória à Santa Ceia do Senhor, no Templo Eclético Universal da Sede Matriz Principal. A atividade contou com a presença de alguns irmãos da Comunidade Eclética, respeitando as normas de segurança em virtude da pandemia por Covid-19. A Instituição vem realizando suas atividades com 30% da capacidade de ocupação do Templo, respeitando os decretos municipais e estaduais de medidas de prevenção do contágio do vírus.


Às 20h foi realizada a leitura do Sermão da Montanha, pelo Respeitável:. Hierofante:. Adjunto:. do Sacro:. Colégio:. - Respeitável:. Irmão:. Sacerdote:. Presbítero:. Maurício:..


Sermão da Montanha, Evangelho segundo São Mateus – Capítulo 5:

  1. Jesus, pois, vendo as multidões, subiu ao monte; e, tendo se assentado, aproximaram-se os seus discípulos,

  2. e ele se pôs a ensiná-los, dizendo:

  3. Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus.

  4. Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

  5. Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.

  6. Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão fartos.

  7. Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.

  8. Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus.

  9. Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.

  10. Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.

  11. Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa.

  12. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assim perseguiram aos profetas que foram antes de vós.

  13. Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? Para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens.

  14. Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte;

  15. nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa.

  16. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

  17. Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir.

  18. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só jota ou um só til, até que tudo seja cumprido.

  19. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.

  20. Pois eu vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.

  21. Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e, Quem matar será réu de juízo.

  22. Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do inferno.

  23. Portanto, se estiveres apresentando a tua oferta no altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,

  24. deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta.

  25. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele; para que não aconteça que o adversário te entregue ao guarda, e sejas lançado na prisão.

  26. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último centavo.

  27. Ouvistes que foi dito: Não adulterarás.

  28. Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.

  29. Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno.

  30. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que vá todo o teu corpo para o inferno.

  31. Também foi dito: Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio.

  32. Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.

  33. Outrossim, ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás falso, mas cumprirás para com o Senhor os teus juramentos.

  34. Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus;

  35. nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei;

  36. nem jures pela tua cabeça, porque não podes tornar um só cabelo branco ou preto.

  37. Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.

  38. Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.

  39. Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;

  40. e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;

  41. e, se qualquer te obrigar a caminhar mil passos, vai com ele dois mil.

  42. Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes.

  43. Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.

  44. Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem;

  45. para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos.

  46. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?

  47. E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? Não fazem os gentios também o mesmo?

  48. Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.

Evangelho segundo São Mateus – Capítulo 6

  1. Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.

  2. Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.

  3. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita;

  4. para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

  5. E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.

  6. Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

  7. E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos.

  8. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.

  9. Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome;

  10. venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;

  11. o pão nosso de cada dia nos dá hoje;

  12. e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores;

  13. e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.]

  14. Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;

  15. se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.

  16. Quando jejuardes, não vos mostreis tristes como os hipócritas; porque eles desfiguram os seus rostos, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.

  17. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto,

  18. para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

  19. Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam;

  20. mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam.

  21. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

  22. A luz do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz;

  23. se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!

  24. Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

  25. Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?

  26. Olhai para as aves do c